Green : Review

     Nossa historia começa com Tsumugi, uma jovem  que por ironia do destino é largada ou abandonada pelo seu namorado. Mas que no mesmo instante em que caminhava com seus pensamentos cheios de ódio e amargura do ex, com seus olhos exauridos por lágrimas de abandono e ingratidão. Tsumugi se esbarra na maravilhosa, serena e cativante garota de cabelos negros Shiraishi Megumi,  no qual só soube provocar Tsumugi com seu olhar penetrante, mas se retira ao dizer “você e bonita” e assim  esta historia cheia de fru fru se inicia.

OBS:Primeiramente pra quem não sabe,Megane-sensei é a mesma autora de Aoi Hana.

613-rFg0tSL

É difícil descrever esta historia, então vou primeiro falar um pouco da arte que apesar de simples ( em questão de detalhes) assim como a “Takemiya Jin”, mas que diferente da “Mera-sensei” (que trabalho muito a questão do psicológico, depressivo e melancólico ), a “Megane-sensei” mostra mais sentimentos serenos,harmonia e de paz. Uma questão que acredito ser especialidade da Megane-sensei, principalmente se for lembrar de seu Grande sucesso  “Aoi Hana”. A arte da Megane-sensei  é muito intrigante, muito interessante ,de longe parecem rabiscos mas são tão bem finalizadas e em ambos os casos para personagens de cabelo claro( onde na maioria das vezes acaba sendo uma barreira para alguns artistas) e cabelo escuro( que tendem a serem os mais fáceis de se fazer), de qualquer jeito, em ambos os casos ela sabe executar muito bem, e ao observar que assim como  a “Shuninta”, “Megane-sensei” varia na aparência das personagens que ela cria, evitando um famoso personagem padrão em suas historias e criando personagens carismáticos, originas e cheio de atitude para enriquecer o plot.

Green_ch1_03

     Agora falando da historia, tudo começa com Tsumugi, uma jovem que acaba sendo abandonada( na verdade chutada) pelo namorado, mas que acaba conhecendo Megumi. O relacionamento delas é de certa forma misterioso e um tanto enigmático mas também interessante (principalmente o fim), onde temos a Tsumugi se aproximando cada vez mais de Megumi. No inicio não passava de uma simples curiosidade ou admiração de Tsumugi por Megumi, mas após diversos trocas de olhares e gestos, uma simples admiração ganhou forças para algo mais forte, desejado e cobiçado. Tsumugi e Megumi  além de se completarem são também um casal muito enigmático ( pelo menos para mim). Uma mudança de papeis acaba acontecendo, onde mais camadas são postas nessa historia e mais conflitos internos são preparado. De um lado temos Tsumugi  perdendo o namorado mas outro temos o passado da Megumi e seus conflitos pessoas, conflitos que envolvem um passado que ela tenta esquecer mas não presta atenção ao seu redor porque assim como Tsumugi , Megumi sofre o mesmo medo, o medo de ser deixada( ou abandonada ).

Green_ch2_01

     Acho que Green” se assemelha muito com “Kimi ni todoke” que transmite a mesma alma, o mesmo flow, a mesma calmaria, o mesmo ritmo e talvez ate mesmo o mesmo relacionamento. Onde o amor e mais apurado, mas “Green” não trabalha apenas Tsumugi e Megumi, ele trabalha muito bem outras duas personagens que eu acho indispensáveis no manga, que são a Chinatsu e a Oomiya. Logo quando comecei a ler o manga e fisguei o olho na Chinatsu eu amei ela, por  diversas qualidades que a personagem possui. Primeiro, ela e perdidamente apaixonada pela sua amiga Tsumugumi mas não admite seus sentimentos por medo de perdê-la. Segundo, a aparência dela, o jeito de como ela se comporta e as atitudes que ela toma fazem dela uma grande Tachi. Agora falando da Oomiya que de inicio eu a achei meio irritante mas depois do encontro dela com a Chinatsu e terminar de ler o manga deu pra ter outra perspectiva sobre ela, muita coisa mudou. Tanto a Chinatsu como a Oomiya são personagens que servem para suportar as duas principais, de certa forma é algo romântico, ambas que sempre buscaram amar mas não eram amadas, a partir do elo de ambas e da posição que ambas se encontraram, ambas se entendem e o simples afeto acaba acalmando á melancolia das duas( isso não deixa explicito no manga mas eu shippo muito hard as duas).

Green_ch2_22

     Green é um manga lindo, belo, calmo e que transmiti um sentimento de deja vu para quem já leu “Kimi Ni Todoke”,existem horas agitadas, horas de revelações e horas onde todo o estresse foi jogado pela janela e o amor venceu. Ele tem variações e são exatamente estas variações e de como elas se ajustam ao esqueleto da historia que á fazem especial e mais importante, enigmática. Resumindo Green é um ótimo yuri para quem ta começando a se aventurar e para os íntimos, Green é para todos os gostos, seja pelas personagens, pelas relações ou pela arte, Green é um manga yuri que vale muito a pena correr atrás.